Geossistemas e Geografia no Brasil

  • Lucas Costa de Souza Cavalcanti Universidade Federal de Pernambuco
  • Antônio Carlos de Barros Corrêa Universidade Federal de Pernambuco

Resumo

A geografia brasileira tem dispensado atenção especial à ideia de geossistemas, considerada base teórica e metodológica inspirada em trabalhos de geógrafos estrangeiros, sobretudo franceses e soviéticos. Este trabalho analisa aspectos conceituais e terminológicos da teoria dos geossistemas visando uma melhor compreensão de seu significado e aplicação. Para tanto, diversas interpretações sobre os geossistemas foram avaliadas, tendo por critério a biografia dos autores, as suas referências e ferramentas interpretativas disponíveis, bem como seus pressupostos. O trabalho permite compreender que o horizonte epistemológico alcançado pela teoria dos geossistemas permitiu integrar diferentes perspectivas para o estudo de áreas naturais. Não obstante, a teoria em questão ainda apresenta certa dificuldade de interpretação e aceitação no Brasil por vários motivos.

Referências

AB’SABER, A. N. Os domínios de natureza no Brasil: potencialidades paisagísticas. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003. 159p.

BEROUTCHACHVILI, N.L. e BERTRAND, G.. Le Géosystème ou Système territorial naturel. Revue Géographique des Pyrénés et du sud-ouest. Toulose. 1978. p. 167-180.

BERTRAND, G. Paysage et géographie physique globale: esquisse méthodologique. Revue géographique des Pyrénées et sud-ouest, v. 39, fasc. 3, 1968. p. 249-272.

BERTRAND, G.; BERTRAND, C. Uma geografia transversal e de travessias: o meio ambiente através dos territórios e das temporalidades. Maringá: Massoni, 2007. 332p.

BERUCHASHVILI, N.L. Etologia da Paisagem e Cartografia dos Estados do Meio Natural. Tbilisi: Editora da Universidade de Tbilisi. 1989. 196p. em russo.

BRACKEN, L.J.; WAINWRIGHT, J. ‘Equilibrium in the balance? Implications for landscape evolution from dryland environments’, In: Gallagher, K.; Jones, S.; Wainwright, J. (eds) Landscape Evolution: Temporal and Spatial Scales of Denudation, Climate and Tectonics. London: Geological Society Special Publication. v.296. 2008, p.29-46.

BRIERLEY, G.J.; FRYIRS, K. River Styles, a geomorphic approach to catchment characterization: implications for river rehabilitation in Bega Catchment, New South Wales, Australia. Environmental management. v.25. n.6. 2000. p.661-679.

CAVALCANTI, L.C.S. Cartografia de paisagens: fundamentos. São Paulo: Oficina de textos. 2014. 96p.

CAVALCANTI, L.C.S.; CORRÊA, A.C.B. Da descrição de áreas às sínteses naturalistas: uma abordagem historiográfica sobre a ideia de ‘áreas naturais’. Espaço e Geografia (UNB). v.17 n.2. 2014. p.377-422.

CAVALCANTI, L.C.S.; CORRÊA, A.C.B.; ARAÚJO FILHO, J.C. Geosystems of Alagoas State. Regional Conference on Geography – International Geographic Union. Santiago, Chile. 2011.

CAVALCANTI, L. C. S. Da Descrição de Áreas à Teoria dos Geossistemas: uma Abordagem Epistemológica sobre Sínteses Naturalistas. Tese (Doutorado em Geografia). Recife: UFPE. 2013. 217f.

CAVALCANTI, L. C. S. Geossistemas do Estado de Alagoas: uma contribuição aos estudos da natureza em geografia. Dissertação (Mestrado em Geografia). Recife: UFPE. 2010. 132f.

CAVALCANTI, L. C. S. ; SANTOS, L.S. ; CORREA, A.C.B. ; ARAÚJO FILHO, J.C. . Técnicas de campo para descrição de geossistemas: reconhecimento expedito na borda oeste do maciço residual de Poço das Trincheiras, Alagoas. Geoambiente On-line, v. 15, 2010. p.72-102.

CHERKASHIN, A.K. Geographical systemology: formation rules for system ontologies. Geography and natural resources. v.29, n2. 2008. p.110-115.

CHERKASHIN, A.K. Modern problems of landscape geomorphology as a science of cause and effect of spatial differentiation of the territory. In: Relief and exogenous processes of mountains. Irkustk: Viktor B. Sochava Institute of Geography. 2011. p.48-52. (em russo).

CHERNYKH, D.V. & ZOLOTOV, D.V. Landscape hierarchy and landscape diversity (contact zones of lowland and mountain countries as a case study). In: DYAKONOV, K.N., KASIMOV, N.S., KHOROSHEV, A.V., KUSHLIN, A.V. Landscape analysis for sustainable development: theory and applications of Landscape Science in Russia. Alexplublishers: Moscow. 2007. p.121-126.

CORRÊA, A.C.B. O geossistema como modelo para a compreensão das mudanças ambientais pretéritas: uma proposta de geografia física como ciência histórica. In: Sá, A.J. & CORREA, A.C.B. Regionalização e análise regional. Perspectivas e abordagens contemporâneas. Recife: Editora Universitária da Universidade Federal de Pernambuco, 2007, p. 33-45.

CREPANI, E.; MEDEIROS, J. S. de; HERNANDEZ FILHO, P.; FLORENZANO, T. G.; DUARTE, V.; BARBOSA, C. C. F. Sensoriamento Remoto e Geoprocessamento Aplicados ao Zoneamento Ecológico Econômico e ao Ordenamento Territorial. São José dos Campos, 2001. 124p.

DYAKONOV, K.N. Landscape studies in Moscow Lomonosov State University: development of scientific domains and education. In: DYAKONOV, K.N., KASIMOV, N.S., KHOROSHEV, A.V., KUSHLIN, A.V. Landscape Analysis for sustainable development: theory and applications of landscape science in Russia. Moscou: Alexplublishers, 2007. p. 11-20.

EGOROV, I. E. Práticas de campo em Ciência da Paisagem. Ijevsk: Universidade Estatal de Udmurt. 72p. Em russo.

HACKING, I. Ontologia histórica. São Leopoldo: UNISINOS. 2009. 306p.

HAY, G.J.; MARCEAU, D.J. Multiscale object-specific analysis (MOSA): An integrative approach for multiscale analysis. In: DE JONG, S.; VAN DER MEER, F. (eds) Remote Sensing Image Analysis: Including the Spatial Domain. Kluwer Academic Publishers, 2004. p.71-92.

ISACHENKO, A.G. Ciência da Paisagem e Regionalização Físico-Geográfica. Moscou: Vyshaya Shkola. 1991. 370p. Em russo.

ISACHENKO, A.G. Principles of Landscape Science and Physical Geographic Regionalization. Melbourne. 1973. 311p.

ISACHENKO, A.G.; SHLIAPNIKOV, A.A. Paisagens. Moscou: MISL. 1989. 504p. Em russo.

ISACHENKO, G.A. Long-term conditions of Taiga landscapes of European Russia. In: DYAKONOV, K.N., KASIMOV, N.S., KHOROSHEV, A.V., KUSHLIN, A.V. Landscape Analysis for sustainable development: theory and applications of landscape science in Russia. Moscou: Alexplublishers, 2007. p.144-155.

ISACHENKO, G.A.; REZNIKOV, A.I. Landscape dynamics of northwest Taiga of European Russia. São Petersburgo: Universidade Estatal de São Petersburgo. 1996. em russo.

KALESNIK, S.V. general geographic regularities of earth. Annals of the American Association of Geography. 1964. p.160-164.

KALUTSKOV, V.N. Cultural landscapes in the Russian geographical tradition In: DYAKONOV, K.N., KASIMOV, N.S., KHOROSHEV, A.V., KUSHLIN, A.V. Landscape analysis for sustainable development: theory and applications of Landscape Science in Russia. Alexplublishers: Moscow. 2007. p.239-246.

KHOROSHEV, A.V.; MEREKALOVA, K.A.; ALESCHENKO, G.M. Multiscale organization of intercomponent relations in landscape. In: DYAKONOV, K.N., KASIMOV, N.S., KHOROSHEV, A.V., KUSHLIN, A.V. Landscape analysis for sustainable development: theory and applications of Landscape Science in Russia. Alexplublishers: Moscow. 2007. p.93-103.

KRAUKLIS, A.A. Problemas de Ciência da Paisagem Experimental. Novasibéria: Nauka. 1979. 233p. Em russo.

KUZMENKO, E.I. Cartographic Approach in Studying the Structure and Dynamics of Geosystems as Exemplified by the Middle Ob Region. Geography and Natural Resources. Vol. 32, No. 2, 2011. p.160-167.

LOPES, A.N. A Bíblia e seus intérpretes: uma breve história da interpretação. São Paulo: Cultura Cristã, 2004. 287p.

MAMAY, I.I. Landscape Science in Russia in the early XXI century: state and methodological problems. In: DYAKONOV, K.N., KASIMOV, N.S., KHOROSHEV, A.V., KUSHLIN, A.V. Landscape Analysis for sustainable development: theory and applications of landscape science in Russia. Moscou: Alexplublishers, 2007. p.21-28.

MONTEIRO, C. A. F. Teoria e Clima Urbano. (tese de Livre Docência apresentada ao Depto de Geografia/FFLCH-USP). São Paulo, 1976.

MONTEIRO, C.A.F. Geossistemas: a história de uma procura. São Paulo: Contexto/GeoUSP. (Novas abordagens 3). 2000. 127p.

NASCIMENTO, F. R.; SAMPAIO. J. L. F. Geografia Física, geossistemas e estudos integrados da paisagem. Revista da Casa da Geografia de Sobral, vol.6/7, no.1, 2005. p.167-178.

NASCIMENTO, N.R.; FRITSCH, E.; BUENO, G.T.; BARDY, M.; GRIMALDI, C.; MELFI, A.J. Podzolization as a deferralitization process: dynamics and chemistry of ground and surface waters in an Acrisol–Podzol sequence of the upper Amazon Basin. European Journal of Soil Science. 2008. p.1-14.

NIKOLAEV, V.A. Problemas de Ciência da Paisagem Regional. Moscou: Universidade Estatal de Moscou. 1979. 160p. Em russo.

RODRIGUEZ, J.M.M.; SILVA, E.V.; CAVALCANTI, A.P.B. Geoecologia das paisagens: uma visão geossistêmica da análise ambiental. 2.ed. Fortaleza: Edições UFC. 2004. 222p.

SALES. V.C. Geografia, sistemas e análise ambiental: abordagem crítica. GEOUSP - Espaço e Tempo. Nº 16, 2004. p.125-141.

SEMENOV, Y.M.; SNYTKO, V.A. The 50th Anniversary of the Appearance of V. B. Sochava’s First Article on the Geosystem. Geography and Natural Resources. Vol. 34, No. 3, 2013. p.5-8.

SILVA, D.G. Reconstrução da Dinâmica Geomorfológica do Semiárido Brasileiro no Quaternário Superior a Partir de uma Abordagem Multiproxy. Tese (Doutorado em Geografia). Recife: UFPE. 2013. 277p.

SILVA, F.B.R., SANTOS, J.C.P., SILVA, A.B., CAVALCANTI, A.C., SILVA, F.H.B.B., BURGOS, N., PARAHYBA, R.B.V., OLIVEIRA NETO, M.B., SOUZA NETO, N.C., ARAÚJO FILHO, J.C., LOPES, O.F., LUZ, L.R.Q.P., LEITE, A.P., SOUZA, L.G.M.C., SILVA, C.P., VAREJÃO-SILVA, M.A., BARROS, A.H.C. Zoneamento Agroecológico do Estado de Pernambuco. Recife: Embrapa Solos - Unidade de Execução de Pesquisa e Desenvolvimento - UEP Recife; Governo do Estado de Pernambuco (Secretaria de Produção Rural e Reforma Agrária), 2001. CD-ROM.- (Embrapa Solos. Documentos; no. 35).

SOCHAVA, V.B. Algumas noções e termos da Geografia Física. Relatórios do instituto de Geografia da Sibéria e do Extremo Oriente. 3. 1963. p.53.

SOCHAVA, V.B. Introdução à Teoria do Geossistema. Novasibéria, Nauka, 1978. 320p. Em russo.

SOCHAVA, V.B. O estudo de geossistemas. Métodos em questão, n.16, IGUSP. São Paulo, 1977. 51 p.

SOLNETSEV, N.A. The natural geographic landscape and some of its general rules. In: WIENS, J.A.; MOSS, M.R.; TURNER, M.G.; MLADENOFF, D.J. Foundation papers in Landscape Ecology. Columbia: Columbia University Press. 2006. p.19-27.

SUVOROV, E.G.; SEMENOV, Y.M.; ANTIPOV, A.N. Concept of landscape information renovation for Siberia area. In: DYAKONOV, K.N., KASIMOV, N.S., KHOROSHEV, A.V., KUSHLIN, A.V. Landscape Analysis for sustainable development: theory and applications of landscape science in Russia. Moscou: Alexplublishers, 2007. p.80-92.

TRICART, J.F.L. Ecodinâmica. Rio de Janeiro, FIBGE/SUPREN. 1977. 91p.

TRICART, J.F.L.; CAILLEUX, A. Le problème de la classification des faits géomorphologiques. Annales de Géographie. t.65, n.349, 1956, p.162-186.

TROPPMAIR, H.; GALINA, M.H. Geossistemas. Mercator. 5, n.10. 2006. p.79-89.

VEYRET, Y; VIGNEAU, J.P. Geographie Physique: Milieux Et Environnement Dans Le Systeme Terre. Paris: Armand Colin. 2002.

VICENTE, L. E.; PEREZ FILHO, A. Abordagem sistêmica e Geografia. Geografia. Rio Claro, v.28, n. 3., 2003. p.323-344.

WALTER, H. Vegetação e zonas climáticas: tratado de ecologia global. São Paulo: E.P.U., 1986, 325p.

ZUCHKOVA, V.K.; RAKOVSKAIA, E.M. Métodos de Investigação em Geografia Física Integrada. Moscou: Academiia. 2004. 368p. em russo.
Publicado
2017-03-31
Como Citar
CAVALCANTI, Lucas Costa de Souza; CORRÊA, Antônio Carlos de Barros. Geossistemas e Geografia no Brasil. Revista Brasileira de Geografia, [S.l.], v. 61, n. 2, p. 3-33, mar. 2017. ISSN 2526-0375. Disponível em: <https://rbg.ibge.gov.br/index.php/rbg/article/view/82>. Acesso em: 17 ago. 2017. doi: https://doi.org/10.21579/issn.2526-0375_2016_n2_p3-33.
Seção
Artigos

Palavras-chave

Geografia Física; Geossistemas; Geografia Brasileira