Avaliação da fragilidade emergente na bacia do rio São Mateus e o enquadramento da APA de Conceição da Barra (ES)

  • Carlos Alberto Kuster Pinheiro Universidade Federal do Espírito Santo
  • Claudia Câmara Vale Universidade Federal do Espírito Santo
  • André Luiz Nascentes Coelho Universidade Federal do Espírito Santo

Resumo

O trabalho que ora se apresenta consiste no mapeamento das classes de fragilidade ambiental emergente da bacia do rio São Mateus, abrangendo terras dos municípios de Ecoporanga, Ponto Belo, Boa Esperança, Vila Pavão, Água Doce do Norte, Barra de São Francisco, Mantenópolis, Nova Venécia, Jaguaré, Conceição da Barra e São Mateus. Tais classes de fragilidade foram extraídas a partir da modelagem em ambiente de SIG utilizando ainda produtos, técnicas de sensoriamento remoto e validação do mapeamento com base em registros documentais, fotográficos e trabalhos de campo. Buscou-se também inserir a APA de Conceição da Barra no mapa de fragilidade ambiental para verificar o nível de fragilidade em que a mesma se encontra. Os resultados permitiram delimitar e calcular as áreas em graus e percentuais de fragilidade, comprovando sua eficiência nos registros e dados obtidos no campo. Tal metodologia possibilitou delimitação de outras áreas de bacias hidrográficas, municípios e regiões do Brasil, constituindo-se numa importante informação no auxílio das tomadas de decisões a exemplo dos planos de drenagem urbana e/ou manejo de bacias hidrográficas.

Biografia do Autor

Carlos Alberto Kuster Pinheiro, Universidade Federal do Espírito Santo

Possui graduação em Geografia pela Universidade Federal do Espírito Santo (1993), especialista em Docência para o Ensino Superior pela FABAVE (2005), mestrado em Geografia pela Universidade Federal do Espírito Santo (2011) com pesquisa intitulada Uma contribuição Geográfica ao estudo das Unidades de Conservação sob enfoque Sistêmico: O caso do Parque Natural Municipal de Jacarenema, Vila Velha (ES) laureada com o prêmio "Aziz Nacib AbSaber" de melhor dissertação de mestrado em Geografia Física do Brasil. Doutorando pela Universidade Federal do Espírito Santo (2016) com pesquisa em Vulnerabilidade ambiental da APA de Conceição da Barra frente à eventos extremos de precipitação e vazão por meio de modelagem. Atua como professor na Universidade Vila Velha nos cursos de Geologia, Arquitetura e Urbanismo, Ciências Biológicas e Gestão Ambiental com as disciplinas de geomorfologia, topografia, Sistemas de Informação Geográfica (SIG) e Geoprocessamento. Participa como pesquisador no grupo de pesquisa de Geologia - Ciência da Terra, da Universidade Vila Velha. Professor efetivo na PMVV e na SEDU/ES.

Claudia Câmara Vale, Universidade Federal do Espírito Santo
PhD em Geografia Física pela Universidade de São Paulo
André Luiz Nascentes Coelho, Universidade Federal do Espírito Santo

Licenciado em Geografia, Especialista em Planejamento e Gestão Ambiental (380 hs), Mestre em Geografia, área de concentração: Análise Ambiental pela Universidade Federal de Minas Gerais IGC/UFMG (2003); Doutor em Geografia, área de concentração: Ordenamento Territorial e Ambiental pelo Instituto de Geociências da Universidade Federal Fluminense - IG/UFF (2007). Atualmente é professor associado do Departamento de Geografia da Universidade Federal do Espírito Santo - UFES, Coordenador do Laboratório de Cartografia Geográfica e Geotecnologias e professor do Programa de Pós-Graduação em Geografia (Mestrado e Doutorado). Consultor Ad-hoc da CAPES (Comissão de Aperfeiçoamento de Pessoal do Nível Superior). Experiência em geociências, atuando nas seguintes áreas: dinâmica das águas superficiais/recursos hídricos, geomorfologia fluvial antrópica, ordenamento territorial e ambiental (PDMs, PDLSs, RIV/EIV, patrimônio ambiental e planejamento ambiental). Domínio de ferramentas geotecnológicas com ênfase em geografia, notadamente para os Sistemas de Informações Geográficas (SIGs) integrado com produtos e técnicas Sensoriamento Remoto e Cartografia Geográfica. Recebeu premiações merecendo destaque a Menção Honrosa do Prêmio CAPES de Tese em 2008.

Publicado
2018-04-16
Seção
Artigos