A fronteira agrícola na Amazônia no século XXI: identidade regional, sistema agrícola, ética ambiental e modo de vida rural

  • Scott William Hoefle Universidade Federal do Rio de Janeiro

Resumo

Este trabalho realça o papel da identidade regional nas transformações sócio-ambientais nas duas principais fronteiras agrícolas contemporâneas na Amazônia, localizadas respectivamente, nos eixos logísticos das BR-230/BR-163 no oeste do Pará e das BR-230/BR319 no sul do Amazonas. As transformações em curso ao longo das estradas são contrastadas com as tendências presentes em zonas ribeirinhas localizadas além da fronteira agrícola que são mais típicas da Amazônia preservada. Com o intuito de apresentar um quadro complexo da Amazônia, caracteriza-se uma diversidade de atores sociais com origem e identidade regional distintas que pratica sistemas agrícolas diferentes, possui éticas ambientais opostas e desenvolve modos de vidas comunitários com implicações sócio-ambientais específicas. 

Publicado
2017-08-30
Como Citar
HOEFLE, Scott William. A fronteira agrícola na Amazônia no século XXI: identidade regional, sistema agrícola, ética ambiental e modo de vida rural. Revista Brasileira de Geografia, [S.l.], v. 62, n. 1, p. 13-50, ago. 2017. ISSN 2526-0375. Disponível em: <https://rbg.ibge.gov.br/index.php/rbg/article/view/110>. Acesso em: 13 dez. 2017. doi: https://doi.org/10.21579/issn.2526-0375_2017_n1_p13-50.
Seção
Artigos